Jurassic Park & Jurassic World - Tem que ver
domingo, fevereiro 28, 2021

Está previsto para o meio do ano de 2021 a estreia do filme Jurassic World 3: Dominion. Mas pelo jeito é apenas uma previsão, já que nesse mês de outubro tivemos a primeira paralisação das filmagens devido a alguns membros da produção testarem positivo para covid-19

Como vai demorar um pouco para sair o último filme da franquia, resolvi fazer aqui um ranking das outras cinco produções desta saga fantástica, analisando seus pontos positivos e negativos.

 

    1. Jurassic World

Embora produzido por Steven Spielberg, na minha opinião o menos entusiasmante dos “Jurassics”, mas não menos interessante. Jurassic World tem a seu favor ser lançado muito tempo após o Jurassic Park 3, que fez com que a novidade acerca do filme se sobressaísse às eventuais críticas que o mesmo pudesse receber.

Mas as críticas existem. Penso que foi muito ousado e com uma repercussão não muito interessante, na verdade até meio sem noção, a relação de Owen Grady (Chris Pratt) com os velociraptors. Mais especificamente, o adestramento dos mesmos. As piadas um pouco forçadas e o romance nada chamativo do casal protagonista, também foram desnecessárias.

Os pontos fortes da produção são a presença do gigante dinossauro aquático, um Mosassauros além da Indominus Rex. Por sinal, a combinação feita para se criar este monstro bizarro foi muito interessante, fazendo deste bicho um dos monstros mais peculiares do cinema pré-histórico.

  1. Jurassic Park 2

O Mundo perdido de Jurassic Park tem aquela pecha de ser a sequência do primeiro; mas simplesmente “o primeiro” que foi considerado uma obra prima. Nesta questão, a banda de rock Mamonas Assassinas, que se desfez por um acidente trágico de avião, já dizia (ironicamente é claro) que seu primeiro e único fenomenal disco era, na verdade, o segundo.

Feito essa comparação meio desconexa, mas pertinente, o Mundo Perdido tem um particular muito interessante que é mostrar o Parque dos Dinossauros como objeto de obtenção de lucro. John Hammond perde o controle de sua companhia InGen, para seu sobrinho, Peter Ludlow. Ludlow monta uma equipe para a ilha, para trazer os animais para o continente a fim de gerar receitas para a empresa. Hammond vê a chance de se redimir de seus erros passados, ​​enviando uma expedição liderada Dr Iam Malcom à ilha, antes que o grupo de Ludlow chegue lá.

O contrapeso a essa boa narrativa entre ficção e modo de produção capitalista está na parte do filme em que o Tiranassauro, após o a tentativa frustrante de um caçador de recompensa conseguir a sua morte, ataca uma grande cidade dos EUA. Colocar o T-Rex em uma grande metrópole estadonidense não foi lá algo tão genial.

  1. Jurassic Park 3

Com Alan Grant de volta, o filme foi bastante criticado e colocado muitas vezes em último lugar no ranking dos melhores da saga. No entanto, só o protagonismo dado aos dinossauros já é um bom motivo para não escrever, como muitos críticos o fizeram, “porque não assistir Jurassic Park 3”. Além disso, a forma em que é apresentado o Espinossauro, maior animal carnívoro que já caminhou em terra firme em todos os tempos, aterrorizando e lutando com o Tiranossauros já na primeira meia hora, torna o filme muito bacana.

Contudo, o filme força bastante em relação a “resistência” dos personagens. O pequeno comerciante Poul Kirby (William H. Macy), sua esposa e seu filho demonstram saúde, força e sabedoria demasiadamente exageradas para suas respectivas descrições ocupacionais, que tais personagens possuem.

2. Jurassic world 2

Como foi o último filme da saga a ser lançado, não seria justo com os demais fazer uma crítica mais profunda como feito com os mesmos. Até porque, quem gosta da trilogia, vê mais de uma vez os filmes, e quanto mais antigo o filme, mais vezes ele é visto; quanto mais vezes ele é visto, mais detalhes para se analisar.

Mas, o que dá para dizer aqui é que os dinossauros possuem um grande protagonismo, principalmente na variedade de espécies em que eles aparecem. A variedade de carnívoros, incluindo o Barionix, um terópodes da família do Espinossaouro, mas de porte médio e não menos terrível, é muito interessante e até, de certa forma, didático.

A última cena mostrando o Tiranossauro de frente com um Leão tendo no fundo uma narrativa politizada do Dr Iam Malcom, vale total o filme.

  1. Jurassic Park

Em 1995 estreava nos cinemas Jurassic Park; o primeiro Jurassic que é, indiscutivelmente, o melhor. Seu pioneirismo nos efeitos visuais, a direção de Steven spilperg, a fidelidade cinematográfica com a obra ao qual se inspirou e o elenco de primeira qualidade fazem dessa produção uma obra prima. Seus efeitos visuais, que lhe deram premiação no Oscar inclusive, foram revolucionários na época. Jurassic Park é daqueles filmes de ver e rever muitas vezes ao longo dos anos da vida.

 

Alvarenga Ribeirotti

Tags: , , , , , ,